Tag: flores

Quando toca a marcha nupcial e a noiva entra pelo corredor, a primeira coisa que a antecede é o seu belo bouquet.

O bouquet pode ser escolhido por variadas razões, sejam elas simbólicas, decorativas ou como complemento do vestido.

A cor escolhida para o bouquet de noiva, normalmente servirá de base para todas as outras flores usadas durante o casamento (cerimónia e recepção). Isto não quer dizer que devam entrar em exageros e uniformizarem as flores em todos os locais… as mesmas flores no local da cerimónia, as mesmas flores no cabelo da noiva e as mesmas flores no local da recepção… pode ser tentador, mas evitem este cenário.

As flores são muitas vezes escolhidas pelo seu significado, como por exemplo, um ramo de margaridas é um ramo de inocência. Eu acho que cada noiva deve escolher as flores pelo que mais a atrai, desde a cor, o cheiro, o tacto, e fazer um teste prévio à alergia… não vá o ramo mais bonito dar num pesadelo e não poder ser usado.

Como em todos os outros itens do casamento, as flores obedecem às mesmas simples regras. O casamento é formal ou informal? O casamento formal pede flores mais formais, como orquídeas ou lírios-do-vale. Acima de tudo, pede contenção na cor e nas misturas extravagantes de materiais, o mais elegante possível.

Num casamento menos formal, pode-se dar origem a uma palete de cores, adornos como bagas, galhos em formatos mais extravagantes, fitas coloridas… enfim, uma série de elementos que não combinam com o casamento formal.

Existem vários tipos de bouquets: aramados, naturais, em cascata, em bride, etc.… O que importa é que se escolha um bouquet de acordo com a formalidade do casamento, tendo também em conta a própria noiva, o seu físico e a sua personalidade. Se é uma noiva baixinha, não convém levar um ramo ou flores de proporções gigantescas que a ofusque. Caso seja uma noiva alta, não convêm levar um ramo muito redondo, talvez seja melhor levar um ramo em forma de cascata.

Tendo em conta a personalidade da noiva, por exemplo no caso de ser alguém muito extrovertido, o seu bouquet deve reflectir isso, com flores diferentes e com um bouquet pouco comum, em que a maioria das noivas não arriscaria.

Cerca de cinco meses antes, deve fazer uma pesquisa de floristas e pedir exemplos de trabalhos. Mas não deve ficar por aqui, sinta-se à vontade de telefonar a quem já tenha feito o seu bouquet de casamento nessa florista, explicando a sua situação e pedindo referências, pois a florista só irá mostrar fotografias do seu melhor trabalho, e será o seu o melhor dela?

Quando finalmente decidir a florista, não se esqueça que para si o tom alaranjado pode ser muito diferente do alaranjado da florista. Com isto quero dizer que deve levar a cor ou cores exactas nas quais pretende a cor do bouquet, ou tecido do vestido, bem como imagens de revistas, caso deseje um bouquet como o da fotografia que lá viu.

Há que ter também atenção à duração do casamento, pois um ramo que não parece muito pesado num momento, pode pesar toneladas quando se está com ele muito tempo na mão. Já reparei em várias cerimónias, em noivas completamente desconfortáveis, trocando o ramo de mão para mão, exibindo um desejo enorme de descansar os pulsos. Pense nestes casos quando estiver a decidir o tamanho do ramo com a florista. Normalmente os bouquets de noiva são feitos para serem transportados pelas duas mãos, mas podem ser feitos para serem usados por uma só mão. Há que ter também cuidado com as flores que podem deixar manchas ou nódoas no vestido de noiva.

Alguns significados das flores:

  • Rosa Vermelha – Paixão
  • Rosa Branca – Pureza
  • Girassol – Poder
  • Flor de Ervilha – Prazer
  • Tulipa – Amor
  • Violeta – Fidelidade
  • Jarro – Beleza Incomparável
  • Camélia – Honestidade, Excelência
  • Margarida – Inocência
  • Frésia – Calma
  • Gardénia – Graciosidade
  • Gerebera – Pureza
  • Gladíolo – Graça
  • Orquídea – Êxtase
  • Ranúnculo – Charme

As crianças são um encanto num casamento, contribuem com a sua pureza, cor, alegria e bênção de uma forma fresca e divertida. Uma das pequenas personagens de um casamento é a menina (ou meninas) das flores, que anuncia a entrada da noiva na cerimónia com um caminho de pétalas.

Idade e número da menina das flores

A idade da menina das flores é usualmente entre 4 e 8 anos. Se pretenderem ter várias meninas das flores e um pouco mais velhas, estas poderão ser uma espécie de novinhas em miniatura (também chamadas de daminhas), envergando um vestido semelhante à noiva, sendo esta hipótese também muito romântica. Esta situação era muito comum na Inglaterra Vitoriana, e começa a tornar-se novamente uma prática comum.

Ter uma menina das flores é algo opcional, mas é uma forma querida de dar um encanto maior à cerimónia. Na realidade podem ter as que quiserem, mas o ideal é terem no máximo 1 menina das flores por cada 25 convidados. O mesmo se passa com os meninos das alianças ou pajens.

Onde se situa a menina das flores na cerimónia?

Se as meninas das alianças tiverem maturidade suficiente poderão ficar ao lado dos noivos no altar: o menino das alianças do lado do noivo e a menina das flores ao lado da noiva. No entanto, isto não é obrigatório, devendo os pais das crianças estarem sentados nas primeiras filas da cerimónia para que quando as crianças chegarem ao altar se possam sentar ao lado deles. Planeiem este momento e deixem no local onde as crianças se vão sentar algum brinquedo que as possa entreter durante a cerimónia, de outra forma elas poderão entediar-se e roubar-vos algum protagonismo.

Madrinhas ou meninas das flores?

Em vez de terem diversas madrinhas de casamento, podem optar por ter diversas meninas das flores ou também chamadas de daminhas. No entanto, se optarem por diversas meninas das flores ou meninos das alianças, não será boa ideia incluir também diversas madrinhas e diversos padrinhos adultos, a não ser que o casamento seja muito grande. Mas, se isso for importante, e para conseguirem uma maneira de conjugar ambos de uma forma organizada e encantadora: cada madrinha pode levar pela mão uma menina das flores e cada padrinho levar pela mão um menino das alianças.

O que faz a menina das flores?

A menina das flores anuncia a entrada da noiva com um caminho de pétalas ou com um pequeno bouquet, caso não sejam permitidas as pétalas, podendo até ir a fazer bolas de sabão para conseguirem um ambiente diferente. A menina das flores procede o menino das alianças – se existir um -, e por vezes pode também preceder a noiva.

Quais os deveres da menina das flores?

A noiva deve explicar os deveres da menina das flores e do menino das alianças antes do dia da cerimónia. No próprio dia, a madrinha deve rever tudo com eles de novo. Antes da cerimónia devem também ensaiar tudo com as crianças para que o dia corra sem percalços e com menos ansiedade para elas. No entanto, se no dia cair o cestinho ou ela se esquecer de atirar as pétalas, não é nada de preocupante, considerem isso apenas um momento divertido.

Quem paga os trajes da menina das flores?

Quem paga as roupas das meninas das flores são os noivos, os pais apenas pagam os sapatos, mas se pretenderem inclui-los na vossa parte, também não tem mal algum.

Saibam que casais compostos por meninas das flores com meninos das alianças, ou pajens, são ideais para que eles se sintam mais confiantes, do que se tiverem de percorrer o corredor da cerimónia sozinhos; e se as crianças se sentirem mais confiantes tudo correrá melhor.

Fonte: O Nosso Casamento

Num casamento as flores são quase sempre itens indispensáveis a considerar no orçamento. Para conseguir o momento “uau!” nos convidados, não é necessário gastar uma pequena fortuna. Um efeito final elegante e o bom gosto, não necessitam de toneladas de flores caríssimas – como muitas pessoas julgam. Às vezes a simplicidade e as flores mais simples criam espaços de uma elegância indescritível. Aprendam a criar espaços sem que o vosso saldo bancário passe a negativo!

Sensações simples

Em vez de optarem por bouquets elaborados com várias flores, coloquem mais recipientes com um único tipo de flor em cada um, enche mais e dá um ar mais moderno. Usem recipientes semelhantes de diferentes tamanhos para acrescentar variedade e dar um ar mais pessoal e consistente ao local. Não se deve esquecer que às vezes uma única flor num recipiente atrai mais a atenção do que um ramo enorme!

Ideias envasadas

Utilizem plantas ou flores envasadas em grandes quantidades. Coloquem vários vasos de amores-perfeitos ou cestos de violetas, nos parapeitos das janelas do local. Usem vasos de narcisos envasados para decorar as mesas.

Tempo vs Cerimónia

Optar por não usar tantas flores na cerimónia como na recepção poderá reduzir bastante o orçamento, afinal a cerimónia do casamento só dura cerca de 1 hora, enquanto a recepção dura cerca de 5 a 6 horas. Na cerimónia podem optar por usar pequenos vasos de plantas ou flores, que mais tarde podem oferecer aos convidados como lembranças.

Minimalismo é fashion

Optem por centros de mesas minimalistas – são super fashion e elegantes – , reduzindo as quantidades enormes de flores; sejam criativos! Utilizem recursos oferecidos pelo catering; as simples e básicas tolhas de mesa podem ser elegantemente sobrepostas de runners ou individuais coloridos, dando uma sensação de elegância e de preenchimento do local.

Por poucas flores

Não desperdicem dinheiro em flores muito pequenas. Optem por flores de grande porte como a elegante hydrangea, ou optem por colocar só grandes bouquets nas mesas de suporte, em vez de espalharem as flores por toda a recepção. Focalizem-se em pontos-chave do local. Existem locais onde os convidados não darão muita importância, como corredores esquinas etc., estes locais não necessitam de ser tão decorados como pontos centrais do local da recepção.

Usem todos os sentidos

Nem sempre a visão é o elemento mais importante na avaliação de um espaço. Inconscientemente o ser humano sente-se mais feliz num ambiente onde sinta aromas agradáveis. Usem grandes vasos de ervas aromáticas à entrada dos locais estimulando assim um dos sentidos mais envolventes do ser humano: o olfacto.

flores igreja

Resistam a dizer que aquela flor é muito banal, olhem para os cravos e para a gypsofila com outros olhos, não recusem estas e outras flores por ouvirem dizer que são flores banais. Quando usados sozinhos – e não só como complementos florais – podem tornar-se muito eficazes e conseguir-se um bom preço pela sua eficácia. A gypsofila pode ser transformada em nuvens brancas, e fica chiquérrima colocada em vários recipientes altos de vários tamanhos – especialmente se prateados.

Montes de cravos tornam-se carpetes luxuosas de cor quando arranjados em grandes quantidades. Experimentem colocar num recipiente 10 ou mais cravos com pés curtos (dependendo do tamanho do vaso), formando uma bola fofa, é simplesmente sublime.

Look frutado

A fruta sazonal é um elemento decorativo muito acessível. Resistindo à tentação de a tornar numa deliciosa salada de fruta, arranjem as frutas em grandes taças de vidro ou grandes vasos para um look mais moderno. Aconselha-se na Primavera os limões e as limas, no Verão os pêssegos e os morangos, no Outono as maças, as uvas, os ouriços verdes, e nos meses de Inverno as frutas tropicais. Não se esqueçam que montes de velas juntamente com frutas e flores criam um efeito sensacional, e para isso é necessário um orçamento baixo.

mesa com floresVerdes e elegantes

Os elementos verdes podem ser usados não só para preencher espaços entre os arranjos florais, mas para decorar locais usando-os em maioria. Utilizar várias folhas de costela-de-adão individualmente em recipientes altos estreitos e com alturas diferentes entre si, criam-se locais especiais e calmantes. Utilizem vários pequenos vasos de vidro cheios de musgo, não se esquecendo de os acompanhar com velas um pouco mais pequenas criando um ambiente fresco e acolhedor.

Calor das velas

Nunca subestimem o poder da iluminação da luz de velas! Vejam e tratem as velas como bouquets de flores e encham o local com grupos de velas de variados tamanhos, larguras e cores. É importante terem ponderação ao escolherem os aromas das velas e das flores; aromas muito intensos estragam o paladar e o aroma da comida.

Fora de época

Cada estação providencia itens que adicionados aos arranjos florais produzem imagens admiráveis. No Inverno existem as romãs que podem ser misturadas em taças com pinhas e nozes. Na primavera existem os bolbos de narcisos ou outras plantas ainda em vaso (de preferência vasos de vidro) que durarão mais do que arranjos de flores cortadas. No verão abundam os girassóis e as dálias, são flores baratas se compradas numa quinta produtora. No Inverno existem as abóboras e as cabaças de todos os géneros e feitios.

Fonte: O Nosso Casamento

As tendências no casamento para 2009 já cá estão. Para tudo há uma nova tendência que complementa ou suplanta as tendências passadas.

Vestidos de noiva

Os vestidos de noiva surgem em enorme diversidade, mas uma grande tendência para quem não se quer casar de branco, são os vestidos de noiva em tons pastéis de azul e rosa. Combinar estas cores de vestidos com cristais como as safiras, é um novo look para as noivas.

Nos vestidos de noiva, os plissados, as camadas sobrepostas, os tecidos fluidos, os tons marfins, são verdadeiras obras de arte a serem usadas por qualquer noiva.

Bolos de casamento

Os bolos de casamento continuam cada vez com mais design. Escrever mensagens na pasta do bolo de casamento ou incorporar padrões de rendas, de linhos tradicionais ou de tecidos, complementados pelos tradicionais noivinhos do bolo de casamento, que estão de volta em grande, é última tendência para os bolos de casamento para 2009.

Bebidas

O uso de bebidas simbólicas para os brindes é uma grande novidade: nos tradicionais brindes em vez de se utilizar apenas champanhe, são elaborados cocktails de champanhe com jasmim – símbolo da devoção. Imprimir a receita do cocktail nas bases dos copos é outra grande tendência. Colocar chupa-chupas decorativos dentro de cocktails, podendo os convidados passear de chupa-chupa na boca quando terminarem a bebida, é outra tendência: juntar a descontracção com a tradição.

Comida

Os bares de sushi são uma moda que veio para ficar, e é uma tendência cada vez mais forte. Optar por cocktails e sushi para o cocktail da recepção do casamento é fruto da tendência de incorporar novas culturas no casamento.

Servir o primeiro prato inspirado nos sentidos, especialmente na visão e no paladar, é outra novidade. Optar por um prato de entrada que seja uma explosão de cor, com sabores diferentes do usual é a grande novidade, seguida de um prato principal mais consensual. Incorporar no menu sorvetes, sopas frias, flores comestíveis, rebentos de legumes e frutas grelhadas é outra moda que promete pegar!

Música

Cada vez se dá mais importância à música e à diversão dos convidados; contratar um coreógrafo que anime os convidados, ensinando-lhes coreografias fáceis, e que os incentive a participar na festa, é outra nova tendência.

Flores

As flores são cada vez mais usadas pelo seu tom, e cada vez menos pela sua espécie. Colocar tulipas com orquídeas no mesmo tom, mas cada espécie em recipientes distintos é o novo must da decoração floral. Forrar os recipientes das flores com tecidos ou com papel de parede vai de encontro à tendência de tornar o local da recepção cada vez mais único.

Trazer a natureza para dentro, o look eco-chic, também é outra tendência para casamentos mais verdes. Optar por flores envasadas ou pequenos arbustos como centros de mesa, são opções que fundamentam a incorporação das ideias verdes no casamento.

Lembranças

As lembranças cada vez ganham mais significado. Oferecer algo que realmente seja útil ou comestível é uma tendência que veio para ficar. Oferecer produtos regionais em invólucros originais personalizados, valorizando os produtos regionais é outra nova tendência no casamento.

Iluminação

A iluminação também está a dar cartas! Dividir o local da recepção em ambientes distintos através da iluminação, dar ênfase aos arranjos florais e tornar o ambiente mais agradável para os convidados, tornando a recepção numa festa sumptuosa.

Convites e cartões

Aos cartões de escolta também foram atribuídos novos significados. Colocar pequenos livros, fruta ou velas acesas com o nome do convidado e número da mesa correspondente, são soluções cada vez mais procuradas.

Os convites continuam cada vez mais elaborados e personalizados. A utilização de papel reciclado para os elaborar é outra tendência.

Os cartões “Reserve esta data” são uma novidade que começa a ser cada vez mais usada, e que se prevê manter. Estes cartões podem ser postais da localidade onde se vai realizar o casamento, ou caricaturas dos noivos, sendo enviados 6 meses antes do casamento, pedindo ao convidado para reservar esse dia. Estes cartões não substituem os convites, são apenas uma forma de garantir que o convidado não irá aceitar mais nenhum convite para este dia.

Temas

O tema cada vez mais in é o contar de uma história, como: as nossas férias de amor, um dia em Paris, o filme das nossas vidas. Enviar o convite inicia a história, depois vêm todos os outros pormenores relativos à mesma: as cores, a decoração, os cartões, o menu…

Fonte: O Nosso Casamento

Read more